PTM de Niterói tem o expediente e o atendimento ao público suspenso a partir das 14h no dia 24 de fevereiro de 2017

A suspensão se dará no dia 24 de fevereiro de 2017, a partir das 14 horas, por conta dos eventuais transtornos decorrentes da dificuldade de locomoção de partes, advogados, servidores e membros, ocasionados pela interdição de ruas nas proximidades para desfiles de escolas de samba e blocos carnavalescos. 

Clique aqui para conferir a portaria 96/2017, expedida pelo procurador-chefe do MPT-RJ.

Continue Lendo

Imprimir

Expediente do MPT em Niterói será suspenso no dia 24 de junho

A suspensão se deve ao feriado em comemoração ao dia do padroeiro da cidade

Não haverá expediente na próxima sexta-feira (24/6), na Procuradoria do Trabalho no Município de Niterói, por conta do feriado do Dia de São João, padroeiro da cidade. O feriado está previsto na Deliberação Municipal nº 1903, de 13/11/53.

Continue Lendo

Imprimir

MPT em Niterói realizará audiência para discutir situação de operários da Comperj

O Ministério Público do Trabalho (MPT) em Niterói (RJ), vai realizar, na próxima quarta-feira (14/1), audiência com a Alumini Engenharia e os sindicatos dos operários que trabalharam na construção do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj) para tentar solucionar o pagamento de verbas rescisórias e férias devidas a 469 empregados dispensados, além de funcionários na ativa. O descumprimento, por parte da Alumini, do pagamento da última parcela relativa ao acordo trabalhista firmado com o Ministério Público do Trabalho em Niterói, vem gerando protestos dos trabalhadores.

Continue Lendo

Imprimir

MPT em Niterói realizará audiência para discutir situação de operários da Comperj

O Ministério Público do Trabalho (MPT) em Niterói (RJ), vai realizar, na próxima quarta-feira (14/1), audiência com a Alumini Engenharia e os sindicatos dos operários que trabalharam na construção do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj) para tentar solucionar o pagamento de verbas rescisórias e férias devidas a 469 empregados dispensados, além de funcionários na ativa. O descumprimento, por parte da Alumini, do pagamento da última parcela relativa ao acordo trabalhista firmado com o Ministério Público do Trabalho em Niterói, vem gerando protestos dos trabalhadores.

Continue Lendo

Imprimir

  • 1
  • 2