Campanha #ChegaDeTrabalhoInfantil é lançada em Campinas

Campinas - Na última sexta-feira (10) foi lançada oficialmente em um evento na sede do Ministério Público do Trabalho, em Campinas, a campanha nacional #Chegadetrabalhoinfantil, iniciativa que conta com o apoio de personalidades da música e dos esportes - os cantores sertanejos Daniel, Chitãozinho e Xororó, o ex-jogador de vôlei Maurício Lima e a ex-jogadora de basquete Hortência Marcari. O evento teve a presença de procuradores, juízes, políticos, agentes da rede de proteção à criança e outros convidados. Na oportunidade, o psicoterapeuta Ivan Capelatto proferiu palestra sobre as causas psicossociais do trabalho infantil.

Imprimir

Assembleia de trabalhadores demitidos da CNA decide rumos de ação civil coletiva

Ex-funcionários de fábrica na Região dos Lagos se reuniram com representantes do MPT

O procurador-chefe do Ministério Público do Trabalho no Rio de Janeiro (MPT-RJ), Fabio Villela, participou da assembleia de ex-funcionários da Companhia Nacional de Álcalis (CNA), na última terça (7/3), na sede do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Produtos Químicos e Farmacêuticos (STIPQF), em Arraial do Cabo.

Imprimir

Procurador geral do trabalho participa de reunião na sede do MPT-RJ

O procurador-geral do trabalho Ronaldo Curado Fleury participou da reunião do colégio de procuradores do Ministério Público do Trabalho no Rio de Janeiro (MPT-RJ). O procurador-chefe do MPT-RJ, Fabio Vilella, e os outros procuradores presentes receberam informações atualizadas sobre as atividades de estruturação da instituição e os objetivos e metas a serem alcançados.

Imprimir

Expediente e atendimento ao público permanecem suspensos na Sede do MPT-RJ até 31/3

A suspensão se dá pela continuidade das obras emergenciais no edifício que abriga a sede do MPT-RJ

Conforme a portaria 3/2017, a suspensão do expediente e do atendimento ao público na Sede do Ministério Público do Trabalho no Rio de Janeiro foi prorrogada até 31/3 por conta da continuação das obras emergenciais no edifício. O regime de plantão será mantido para atender as demandas urgentes, por determinação da portaria 4/2017, do procurador-chefe do MPT-RJ, Fabio Villela.

Imprimir