• denuncias
  • peticionamento
  • mediacao
  • mov procedimentos
  • autenticidade de documentos
  • administracao publica
  • fraudes trabalhistas
  • liberdade sindical
  • meio ambiente
  • promocao igualdade
  • trabalho escravo
  • trabalho infantil
  • trabalho portuario
  • Informe-se
  • Notícias
  • Não categorizado
  • Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) aplica pesquisa para ouvir a sociedade sobre temas prioritários na atuação do Ministério Público
  • MPT-RJ divulga gabarito das provas do Processo Seletivo de Estágio
  • Campanha do MPT divulga conquistas dos trabalhadores obtidas pela atuação de sindicatos
  • Iluminação especial do Cristo Redentor encerra Abril Verde
  • Edital convoca empregados e ex-empregados do Jornal do Brasil
  • Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) aplica pesquisa para ouvir a sociedade sobre temas prioritários na atuação do Ministério Público
  • Documentário expõe alto índice de mortes no trabalho. Clique para assistir.
  • MPT cadastra entidades para destinação de recursos
  • Procuradoria Regional do Trabalho da 1ª Região inicia mudança para nova sede.

Assédio moral em instituições bancárias é tema de ato público

MPT-RJ participou do evento realizado pelo Tribunal Regional do Trabalho do Rio de Janeiro

Na última quarta-feira, 28 de novembro, o Ministério Público do Trabalho no Rio de Janeiro (MPT-RJ), participou do Ato Público: Assédio moral em instituições bancárias - Debater para avançar na prevenção. O evento, realizado pelo Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região (TRT/RJ), contou com a participação de magistrados da justiça do trabalho e de representantes de entidades patronais e sindicais bancárias.

A mesa diretora foi composta pelo desembargador do TRT/RJ, José Luís Campos Xavier e pelo secretário geral e presidente da Comissão da Justiça do Trabalho da Ordem dos Advogados do Brasil no Rio de Janeiro (OAB/RJ), Marcos Vinicius Cordeiro. O desembargador do TRT/RJ, destacou o objetivo do ato: “Estamos aqui para debater e aprofundar as nossas intenções de diminuir e, na medida do possível, eliminar o assédio moral e, principalmente, evitar o adoecimento dos trabalhadores”.

O procurador chefe do MPT-RJ, Fabio Goulart Vilella, ao lado do desembargador do TRT/RJ, José Luís Campos Xavier
O procurador chefe do MPT-RJ, Fabio Goulart Vilella, ao lado do desembargador do TRT/RJ, José Luís Campos Xavier

O procurador chefe do MPT-RJ, Fabio Goulart Vilella, foi o primeiro convidado a palestrar e falou sobre a atuação do MPT com relação ao tema: “O MPT muitas vezes é conhecido em um viés de fiscalização, mas uma das nossas funções mais importantes é no contexto da prevenção e da promoção de debates, com finalidade pedagógica e interdisciplinar”.

O procurador chefe do MPT-RJ, Fabio Goulart Vilella
O procurador chefe do MPT-RJ, Fabio Goulart Vilella

O diretor da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), Adauto Duarte, citou a importância da atuação do MPT na publicação de materiais educativos, como a cartilha “Assédio moral em estabelecimentos bancários”, publicada em 2013.

Também participaram do evento o professor da Unicamp e da Fundação Getúlio Vargas de São Paulo, Roberto Heloani; a juíza do TRT/RJ, Claudia Regina Reina Pinheiro; e a presidente do Sindicato dos Bancários do Rio de Janeiro, Adriana Nalesso.

Assessoria de Comunicação • Ministério Público do Trabalho no Rio de Janeiro (MPT-RJ)
(21) 3212-2121 • (21) 9 9423-7936
prt01.ascom@mpt.mp.br
prt1.mpt.mp.br | Twitter: @MPTRJOficial | Facebook: MPTRJ.Oficial

Imprimir

  • banner pcdlegal
  • banner abnt
  • banner corrupcao
  • banner mptambiental
  • AUDIN
  • banner transparencia
  • banner radio
  • banner trabalholegal
  • Portal de Direitos Coletivos