• denuncias
  • peticionamento
  • mediacao
  • mov procedimentos
  • autenticidade de documentos
  • administracao publica
  • fraudes trabalhistas
  • liberdade sindical
  • meio ambiente
  • promocao igualdade
  • trabalho escravo
  • trabalho infantil
  • trabalho portuario
  • Trabalho infantil O FILME
  • MPT cadastra entidades para destinação de recursos
  • Acompanhe o MPT-RJ no Instagram!
  • Campanha “#NossoLugarÉLegítimo”: Vídeos e mensagens sobre racismo serão divulgadas nas redes sociais do MPT. Também será lançado banco de imagens com profissionais negros.
  • MPT lança desenho animado sobre trabalho infantil
  • MPT-RJ seleciona entidades para celebrar convênio de coleta seletiva
  • Edital convoca empregados e ex-empregados do Jornal do Brasil
  • Documentário expõe alto índice de mortes no trabalho. Clique para assistir.
  • MPT cadastra entidades para destinação de recursos

MPT divulga vencedores da etapa nacional da 5ª edição do Prêmio MPT na Escola

Objetivo do concurso é premiar os trabalhos produzidos por alunos da rede municipal de ensino sobre os temas do combate ao trabalho infantil e da aprendizagem profissional

A Comissão julgadora da 5ª edição do Prêmio MPT na Escola selecionou os vencedores da etapa nacional do concurso, iniciativa do Ministério Público do Trabalho (MPT) que premia trabalhos de crianças e adolescentes sobre temas relacionados à atuação da instituição. Com foco nos temas “combate ao trabalho infantil” e “aprendizagem profissional, o prêmio deste ano abrangeu cinco categorias e contou com a participação de alunos do ensino fundamental de nove estados. A ação é uma parceria entre o MPT, por meio de sua coordenadoria de Combate à Exploração do Trabalho da Criança e do Adolescente (Coordinfância) e as secretarias municipais de educação.

Para a procuradora do MPT e gerente nacional do projeto “Resgate a infância”, Cândice Gabriela Arosio, o objetivo de suscitar o debate nas escolas foi atingido. “A grande ênfase é fazer com que este tema chegue na ponta. Então, o principal objetivo foi alcançado”, declara. “E, pela qualidade dos trabalhos, podemos ver que os alunos estão realmente aprendendo e refletindo sobre os temas do combate ao trabalho infantil e da aprendizagem profissional”, completa a procuradora. Os primeiros colocados receberão um tablet e terão custeadas a viagem para a solenidade de premiação no próximo dia 3 de dezembro, em Brasília.

A coordenadora nacional da Coordinfância, Ana Maria Villa Real, também reforça a importância do projeto: “ Ao levar o tema do correto enfrentamento do trabalho infantil para o ambiente escolar, consegue-se atribuir um efeito expansivo ao debate no ambientes familiares e comunitários, dando-se a devida importância e visibilidade à temática”, diz a coordenadora, acrescentando: “ sem contar o trabalho de conscientização e empoderamento que é feito com as crianças e adolescentes não só sobre os seus direitos, mas também acerca dos deveres e responsabilidade do estado, da família e da sociedade para com a infância, adolescência e juventude.”

Acesse aqui o resultado do prêmio

Regras

O prêmio “MPT na Escola” é realizado em três etapas: municipal, estadual e nacional. Na etapa municipal, as escolas participantes submetem à secretaria municipal de educação os trabalhos de seus alunos. Nesta fase, a seleção é realizada pelo governo do município. Já na etapa estadual, as secretarias municipais de educação inscrevem os trabalhos vencedores, e a seleção dos melhores de cada estado fica a cargo da Coordinfância regional. Por fim, os primeiros lugares de cada estado competem na seleção dos vencedores nacionais do prêmio, promovida pela Coordinfância nacional.

A competição é realizada dentro de dois grupos etários de alunos: alunos de 4º e 5º ano e alunos de 6º e 7º ano do ensino fundamental. Em cada grupo, as crianças e adolescentes podem ser inscritos em cinco categorias: conto; poesia; música; desenho; e curta-metragem. Os trabalhos submetidos podem ser realizados por mais de um aluno – são aceitos grupos de 2 a 5 integrantes, a depender da categoria.

Vencedores

No grupo de alunos mais novos – do 4º e 5º anos do ensino fundamental – os vencedores são de estados variados. Na categoria “conto”, venceu um trabalho do município de Boqueirão do Leão, no Rio Grande do Sul. Dentro da categoria curta-metragem, saiu vencedor trabalho do município de Andrada, em Minas Gerais. Já o melhor desenho veio de Pinhais, no Paraná, e a melhor peça de música de Atibaia, em São Paulo. Na categoria “poesia”, Quixadá, município do Ceará, é a origem do melhor trabalho do país.

Entre os alunos do 6° e 7º anos do ensino fundamental, o município de Taiobeiras, em Minas Gerais, aparece com vencedores em duas categorias: curta-metragem e poesia. União dos Palmares, em Alagoas, conta com ganhadores em duas categorias – conto e desenho. Já a melhor música foi composta em Aracati, no Ceará.

Fonte: Ascom PGT

Imprimir

  • banner pcdlegal
  • banner abnt
  • banner corrupcao
  • banner mptambiental
  • AUDIN
  • banner transparencia
  • banner radio
  • banner trabalholegal
  • Portal de Direitos Coletivos